Ele oferece cirurgia plástica, mas não é cirurgião

Quando o paciente não dá a devida importância à escolha do cirurgião responsável, o risco de erro médico é muito maior. Nessa lista de erros, as chances de insatisfação com os resultados de uma cirurgia plástica aumentam consideravelmente. O profissional que oferece procedimentos cirúrgicos precisa ser qualificado e ter experiência na área.
Neste caso, o paciente deve comunicar à SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) por meio do site nacional (www.cirurgiaplastica.org.br) buscando realizar o procedimento somente com um cirurgião indicado na lista de membros da SBCP. Um cirurgião plástico tem, no mínimo, 11 anos de estudos intensos e o seu ingresso na Sociedade ocorre mediante rigoroso processo de seleção.
E se o profissional não for médico, o caso é ainda mais grave e deve ser denunciado às autoridades policiais e ao Conselho Regional de Medicina. Uma vez comprovado esta prática, a mesma se configura como ato criminoso.
Fique atento e escolha um cirurgião de confiança. Não arrisque a sua vida!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *